MANOMETRIA ESOFGICA
O que é a manometria esofágica:
Manometria esofágica é um procedimento que mede a força e a função dos músculos do esôfago – órgão que trabalha para conduzir e empurrar a comida e líquidos da boca para o estômago.
Esse exame é utilizado para avaliar a pressão do esfíncter esofágico inferior – o músculo que impede que o ácido do estômago retorne para o esôfago – em pacientes portadores da doença do refluxo gastroesofágico ( DRGE) e também para medir o tamanho do esôfago para determinar a posição adequada para a colocação da sonda da pHmetria. A segunda situação mais comum é determinar a causa da dificuldade para engolir  alimentos líquidos ou sólidos.  A terceira é para avaliar pacientes com dor torácica, que não está relacionada a problemas no coração e que pode ser proveniente do esôfago. Também é realizado previamente à correção cirúrgica da hérnia de hiato ou após esse procedimento, quando necessário.  

Como é realizado o exame:
 Uma sonda flexível com cerca de meio centímetro de diâmetro é passada através da narina (após anestesia local da narina com um gel) até chegar no estômago. Não pode ser feito com sedação. É feita a retirada lenta da sonda e durante o procedimento são ministrados pequenos goles de água através de uma seringa com o objetivo de avaliar o funcionamento do esôfago. O exame demora cerca de 20 minutos. Após o exame o paciente pode retomar suas atividades, alimentar-se normalmente e tomar seus medicamentos.

O que é a pHmetria esofágica de 24h:
A monitorização contínua do pH esofágico é um procedimento utilizado para avaliar a doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) medindo durante aproximadamente 24h a quantidade de ácido refluído do estômago para o esôfago. O objetivo mais comum é avaliar os sintomas típicos da doença do refluxo gastroesofágico, como azia e regurgitação, que não respondem ao tratamento com medicamentos. Nesta situação, pode haver uma suspeita se o paciente tem realmente a doença do refluxo gastroesofágico ou se os medicamentos antiácidos não estão sendo suficientes para controlar a produção de ácido. O segundo objetivo é quando há outros sintomas que podem ser devidos ou não a DRGE (chamados de sintomas atípicos)  tais como dor no peito, tosse, pigarro, chiado, rouquidão, dor de garganta. Nesta situação, não está claro se os sintomas são devido à doença do refluxo gastroesofágico ou algum problema otorrinolaringológico. O teste também é usado como parte de uma avaliação antes da cirurgia antirrefluxo ou mesmo após a cirurgia, para comprovar seu resultado.

Como é realizado o exame:
É sempre realizado o exame da manometria previamente. Depois uma  sonda fina é passada por uma das narinas e conectado a um gravador que o paciente leva consigo dentro de uma bolsa de couro, à tiracolo, e que permanece no corpo durante todo o período do teste. Não é realizada sedação, só anestesia local na narina, portanto não é necessário acompanhante. Durante o período do teste o paciente deve manter suas atividades rotineiras e alimentar-se bem, de preferência ingerindo alimentos que provoquem refluxo ( gorduras, frituras, molhos, café, chá preto,chocolate ). As únicas proibições são: tomar banho, ingerir medicamentos para estômago e para náuseas, refrigerantes, bebidas alcoólicas e chicletes.
No dia seguinte o paciente retorna à Clínica para retirar o cateter e o gravador.


 
Preparo para o exame de manometria esofágica e Ph Metria