CONSTIPAO INTESTINAL
Constipao Intestinal

A constipao intestinal um dos sintomas gastrintestinais mais comuns, resultando em um grande nmero de consultas mdicas. uma condio cada vez mais freqente devido em parte aos hbitos alimentares da populao, em que existe um consumo cada vez menor de fibra vegetal com o aumento do consumo de produtos industrializados.

Tambm conhecida como priso de ventre e caracterizada por uma diminuio do nmero de evacuaes (menos que 3 por semana), associada dificuldade ao evacuar, sensao de evacuao incompleta e fezes ressecadas e endurecidas, difceis de serem eliminadas. comum pacientes constipados ficarem uma semana sem evacuar. Eventualmente, pode ocorrer a formao de fecaloma (massa de fezes grande, dura e imvel).

A constipao ocorre com mais freqncia com o aumento da idade, em mulheres e crianas.

As principais causas da constipao intestinal so a baixa ingesto de alimentos ricos em fibras e a baixa ingesto de lquidos. Alm disso, podemos considerar falta de exerccios e abuso de laxante.

Existem ainda outras causas menos comuns de constipao de causa orgnica, que poder ser investigada pelo seu mdico, e que envolve o uso de medicaes ( analgsicos, antidepressivos, diurticos, anticidos, sulfato ferroso, etc..), doenas metablicas como diabetes mellitus e hipotireoidismo, e algumas doenas neurolgicas.

A constipao um sintoma e no uma doena. E as principais medidas para o tratamento inicial so: aumento da ingesto de fibras, suplementao diettica de fibra, atividade fsica, consumo de gua superior a 2 litros/ dia.

FIBRA

A ingesto de fibra alimentar recomendada para um adulto de aproximadamente 20 a 30g por dia. Os principais alimentos que contm fibras so: vegetais (legumes, verduras de folha, razes), frutas (frescas ou secas), leguminosas (feijo, lentilha, ervilha, gro-de-bico, soja), cereais integrais (po, arroz, massa, aveia), oleaginosas (noz, avel, amndoa), e sementes (gergelim, frutas).

Nas tabelas abaixo observamos a quantidade de fibras existentes nos alimentos:

Agrio cru

1 pires de ch: 0,4 g

Alface

3 folhas: 0,9g

Alface americana

4 folhas: 0,42g

Berinjela cozida

3 colheres de sopa: 0,7g

Chuchu cozido

1/2 xcara de ch: 0,5g

Couve cozida

1/2 xcara de ch: 1,0g

Couve flor cozida

3 colheres de sopa: 1,0g

Espinafre cozido

1/2 xcara de ch: 0,4g

Palmito em conserva

1/2 xcara de ch: 0,6g

Pepino

5 rodelas: 0,4g

Pimento picado cru

1/2 xcara de ch: 0,7g

Repolho cozido

1/2 xcara de ch: 1,1g

Repolho cru

1/2 xcara de ch: 0,8g

Tomate cru

1 unidade mdia: 1,0g

Vagem cozida

1/2 xcara de ch: 1,1g

Abacate

2 colheres de sopa: 0,1g

Abacaxi

1 fatia mdia:1,1g

Ameixa fresca

1 unidade mdia: 0,2g

Ameixa preta seca

4 unidades: 2,4g

Banana

1 unidade mdia: 2,4g

Figo

1 unidade mdia: 0,72g

Laranja

1 unidade mdia: 2,6g

Ma com casca

1 unidade mdia: 3,5g

Mamo papaia

1/2 unidade: 0,85g

Tangerina

1 unidade mdia: 0,5g

Uva comum

1 cacho pequeno: 0,61g

Melo

1/2 unidade: 1,0g

Melancia

1 xcara de ch: 0,4g

Suco de mamo

1/2 xcara de ch: 0,8g

Suco de laranja

1/2 xcara de ch: 0,5g

Abobrinha cozida

1 unidade pequena: 0,8g

Cenoura crua

1 unidade: 0,9g

Cenoura cozida

1 unidade:1,2g

Mandioquinha

1 unidade: 2,51g

Mandioca cozida

1/2 xcara de ch:2,2g

Nabo cozido

3 colheres de sopa:0,5g

Rabanete cozido

2 unidades: 0,35g

Broto de feijo

1/2xcara de ch:0,3g

Ervilha enlatada

2 colh. de sopa:1,8g

Feijo carioca cozido

1 concha:7,22g

Feijo preto cozido

1 concha:5,38g

Gro de bico

1/2 xcara de ch:2,6g

Soja cozida

1 colher de soja:1,4g

Amido de milho cru

2 colheres de sopa:1,3g

Arroz branco cozido

1/2 xcara de ch:1,15g

Arroz integral cozido

1/2 xcara de ch:1,7g

Aveia em flocos crua

2 colheres de sopa:1,9g

Aveia em flocos cozida

2 colheres de sopa:0,6g

Farelo de aveia cru

2 colheres de sopa:1,4g

Existem alternativas para o tratamento da constipao quando, apesar do consumo adequado de fibras o funcionamento intestinal no restaurado. Podem ser utilizadas medicaes que agem como lubrificantes como o leo mineral. O uso de laxantes deve ser evitado.

A constipao pode estar associada com o aparecimento de fissuras e doena hemorroidria. Assim, importante a preveno e o tratamento desta condio para manter um bom funcionamento intestinal.

Fonte: Condutas em Gastroenterologia- Federao Brasileira de Gastroenterologia.